Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Martinho Lutero: revolucionário por acidente

publicado originalmente na Cristianismo Hoje 
Por Christian History & Biography
Marinho Lutero
Durante seus anos iniciais, quando Lutero lesse o famoso “Texto da Reforma” — Romanos 1.7 — seus olhos eram levados não para apalavra fé, mas para a palavra justo. Quem, afinal, podia “viverpela fé”? Somente aqueles que já eram justos. O texto era clarosobre o assunto: “O justo viverá pela fé”.







Mas Lutero não se conformou: “Mesmo que minha consciência nunca me dê segurança, ainda assim sempre duvidei e disse, ‘Você não fez aquilo corretamente. Você deixou tal coisa fora da confissão”.

Contradizendo Tudo

O momento, ou melhor, os momentos críticos na vida de Lutero resultaram de uma decisão de seus superiores. Eles, particularmente Staupitz, ordenaram que ele fizesse seu doutorado e se tornasse um professor da Bíblia na Universidade de Wittenberg. Dependendo do ponto de vista, esta foi a mais brilhante ou a mais estúpida decisão da história do cristianismo latino. 

Lutero resistiu ao chamado, dizendo, “Será a minha morte!”, mas finalmente aceitou. Ele logo adquiriu sua própria identidade madura como professor ou doctor ecclesiae (ou professor da igreja), atrás da qual freqüentemente buscava refúgio, até mesmo ao ponto de assinar seu nome normalmente, D. Martinus Lutherus.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Sexta de pensamentos (28/11/2011)


"Não brigue com o problema. Resolva-o!" - Thomas Marshall
"O caminho ensinado pela teoria é longo, o do exemplo é curto e eficaz." - Sêneca
"Fé é acreditar no que você não vê; a recompensa da fé é ver o que você acredita." - Santo Agostinho
"A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma." - Platão

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Mercado religioso privatiza a experiência de fé, diz teólogo


Vivemos os dias da religião sob medida, montada por consciências individuais que misturam os ingredientes disponíveis nas prateleiras do mercador religioso”, escreve o teólogo Ed René Kivitz, em artigo para o jornal Valor Econômico.

A experiência religiosa, afirma, já não se resume à obediência cega aos dogmas e à hierarquia institucional. “A sociedade moderna não abandonou Deus, mas colocou seus intérpretes e seus representantes coletivos sob judice”, assinala o teólogo. A religião, agora, é privatizada e a experiência de fé é “à la carte”.

Mudanças nos padrões de vida dos europeus têm exercido influência direta no declínio do número de cristãos no continente. O cristianismo já não tem mais aquela força de ascendência no desenho de valores às populações da Europa.

Valores da Europa” será tema de conferência internacional convocada pela Universidade de Tilburg, na Holanda, para o fim de novembro, e que contará com a participação de teólogos, antropólogos, acadêmicos em geral. A conferência ocupar-se-á de dois temas: a religião e a diversidade étnica, e cristãos e muçulmanos.

O discernimento pessoal e um olhar mais crítico nos levam a questionar fundamentos da fé e as explicações religiosas do mundo”, avalia o sociólogo da religiãoFrédéric Lenoir, diretor da revista “Le Monde des Religios”, do jornal “Le Monde”.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Grupos cristãos querem acabar com a miséria no mundo até 2035


vi no Pavablog
Agência Pavanews, com informações de Charisma e 58

Uma aliança de grupos cristãos e igrejas de diferentes países está se unindo com o propósito de erradicar a pobreza global. A iniciativa recebeu o nome de “58″, uma referência ao capítulo 58 de Isaías, em que Deus chama seu povo para acabar com a pobreza.

Uma das primeiras iniciativas foi a produção de “58: O Filme”, que será usado para inspirar os cristãos a continuar (ou começar) praticando as verdades de Isaías 58. O documentário tem 75 minutos e leva os espectadores a visualizar como vivem os povos mais pobres do planeta, fornecendo estatísticas e apresentando exemplos de como a igreja pode agir para ajudar os 26% da população global que vivem essa realidade. Também foi lançado o livro “58: como a igreja acabará com a pobreza”, que usa os mesmos princípios. Leia um capítulo grátis AQUI.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Profissão de fé

imagem: Janela Animada
Por Priscila Seabra, no AtravésDoMonitor
Cuidado, boquinha, no que fala
Cuidado, boquinha, no que fala
o salvador do céu está olhando pra você
Cuidado, boquinha, no que fala
Cuidado, olhinho, no que vê
Cuidado, olhinho, no que vê
o salvador do céu está olhando pra você
Cuidado, olhinho, no que vê
Cuidado, mãozinha, no que toca
Cuidado, mãozinha, no que toca
o salvador do céu está olhando pra você
Cuidado, mãozinha, no que toca



Não lembro quem me ensinou essa canção. Sei que eu era muito, muito pequena. E concluo que desde minha tenra idade eu já vinha sendo adestrada pra encarar Deus como esse vigilante celestial. Um agente do DOI-CODI pronto pra invadir minha casa e me punir severamente ao primeiro sinal de comportamento subversivo. Se pra ditadura militar o problema era o comunismo, hoje o problema de cristãos é qualquer coisa que nos "rebaixe" ao status de não-crentes. Eu não devo falar palavrão - não porque simplesmente não gosto, mas por medo de Deus; eu não devo ver um filme com cenas fortes de sexo - não porque o filme é apelativo, mas por culpa; eu não devo experimentar um cigarro - não porque fede e faz mal, mas porque Deus vai me dar um câncer de pulmão só pra me punir e me mostrar quem é que manda.

Pois adivinhem uma coisa: eu não acredito nesse Deus. Esse Deus, pra quem eu posso diminuir meu irmão à vontade desde que utilize termos socialmente aceitos, não faz sentido algum em minha mente ou em meu coração. Esse Deus, pra quem eu posso ver e divulgar um filme que faça apologia ao machismo desde que não tenha cenas de nudez, não condiz em nada com o Deus revelado em Jesus Cristo. Esse Deus, que não está nem aí se eu me entupir de Coca-Cola porque refrigerante "crente pode", se parece mais com os deuses pagãos da Grécia antiga do que com o Deus da liberdade que Paulo difundiu. Se você que me lê se sente ultrajado pelo que leu acima, eu tenho uma notícia pra você: nós cremos em divindades totalmente diferentes.

Minas vai ganhar seu 1º templo budista e nova catedral católica

publicado originalmente no UltimoSegundo


Um dos Estados mais católicos do País, Minas começa a ter monumentos de outras religiões: 2º maior templo da Universal é em BH




O mineiro é muito parecido com o japonês. Ele é concentrado. Acredito que as montanhas fortalecem o encontro do mineiro com o budismo”, avalia o monge José Costa Mokugen San
Minas Gerais é um dos Estados mais católicos do Brasil. Segundo o “Novo Mapa das Religiões”, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas e divulgado neste ano, 73,3% dos mineiros se declaram católicos. A média do Brasil é de 68%. Mas, aos poucos, o Estado que abriga alguns dos mais belos templos do catolicismo no País começa a ter monumentos de outras religiões. E, como acontece com todas as religiões, as obras têm dinheiro público, indiretamente. Templos religiosos são isentas de tributos.
No próximo ano, a capital do Estado, Belo Horizonte, vai ganhar o primeiro templo budista do Estado, a religião oriental que contava com Steve Jobs entre seus fiéis e que é muito praticada no Japão. “O mineiro é muito parecido com o japonês. Ele é concentrado. Acredito que as montanhas fortalecem o encontro do mineiro com o budismo”, avalia o monge José Costa Mokugen San, que nasceu em Espinosa, no norte de Minas Gerais e abandonou a odontologia para se dedicar ao budismo, tendo morado no Japão por 20 anos.
O templo budista mineiro terá o nome de “Templo Zen das Alterosas” e conta com recursos exclusivos do Japão, apesar de haver campanha por doações de recursos. “Agradecemos imensamente ao povo japonês. Infelizmente, não conseguimos doações do Brasil. Queremos colocar um buda de bronze, de 5 a 10 metros no jardim do templo, mas ainda precisamos de recursos”, explica o monge, discipulo do mestre Japonês Tokuda, que esteve no Brasil para difundir o zen budismo em meados da década de 1980.


Foto: Denise Motta/iG
O monge José Costa Mokugen San,
 que nasceu em Espinosa, 
no norte de Minas Gerais e abandonou a 
odontologia para se dedicar ao budismo

Mokugen San contou ao iG que em 2005 foi fundada a Associação Cultural Oriente Ocidente, com objetivo de difundir o zen budismo em Belo Horizonte. Antes disso, seu maior desafio sempre foi a criação de um templo, como os existentes em outras capitais.
O local escolhido foi o bairro Serra, que fica bem próximo à Serra do Curral e ao Parque das Mangabeiras. O local é alto e de lá se vê parte da capital. Com aproximadamente 300 metros quadrados, a casa que abrigará o novo templo será um local para cerimônias religiosas budistas, como rituais fúnebres de pessoas e animais, além de casamentos. Também está previsto espaço a prática da acupuntura. “O budismo vem crescendo porque não tem dogma. Ele é dirigido pelo bom senso e a pessoa deve experimentar por si própria. Não é uma coisa que vem de fora. É uma
busca interior”, diz o monge.



sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Sexta de Pensamentos (21/10/2011)


"Não possuir algumas das coisas que desejamos é parte indispensável da felicidade." - Bertrand Russel
 
"Nenhuma corrente pode ser mais forte que o seu elo mais fraco."
 
"A própria virtude precisa de limites." - Montesquieu
 
 "Humor não é um estado de espírito, mas uma visão de mundo." - Ludwig Wittgenstein
 

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Leadership Summit 2011 em Recife




Queridos Colegas e irmãos,
Eu não sei como você treina a si mesmo na área de liderança e também àqueles que estão sob a sua liderança. Ultimamente , excelentes recursos tem surgido para esse fim. No entanto, nenhum deles tem superado a conferência realizada pela Associação Willow Creek internacional. O SUMMIT LEADERSHIP.  O SUMMIT traz sempre um grupo de preletores de nível internacional, ligados diretamente ou indiretamente a Igreja Cristã, e nos dá a oportunidade única de termos acesso a esses recursos por um preço baixo e um retorno de alto nível. 
Uma das maiores falhas da igreja cristã, esta com provado, é na área de treinamento de lideranças. Estamos saturados os antigos métodos ou de método algum. E você que é líder de uma igreja sabe a necessidade de ampliar a visão de seus liderados, pois onde não a visão o povo perece. Por isso a nossa insistência em manter em recife a realização do SUMMIT já completando 5 anos. Temos uma excelente estrutura montada para você e sua equipe, um ambiente confortável, climatizado com 3 telões de 1ª geração, televisores de lcd , som de primeira categoria, tudo para você desfrutar, com sua equipe de momentos especiais de reflexão e crescimento.

'Fim do mundo' deve ocorrer nesta sexta-feira, diz pregador americano


O pregador evangélico Harold Camping, que ficou mundialmente famoso ao "prever" o fim do mundo para 21 de maio passado, confirmou que o "Dia do Julgamento" deve ocorrer nesta sexta-feira, 21 de outubro.

A confirmação está no site do Family Radio, programa de rádio de Camping, de 80 anos.

O pregador Harold Camping durante entrevista em 23 de maio em Oakland, no estado americano da Califórnia (Foto: AP)
O pregador Harold Camping durante entrevista em 23 de maio -dois dias após a data em que havia marcado o 'fim do mundo'- em Oakland, no estado americano da Califórnia (Foto: AP) 
Camping havia chamado a atenção ao afirmar que o "Dia do Julgamento", conforme prevê a Bíblia, ocorreria às 20h de 21 de maio último, o que não ocorreu.

Seus seguidores afirmaram terem ficado perplexos com o fato de o mundo não ter acabado.

Mais tarde, Camping afirmou que cometeu enganos em seus cálculos e remarcou o fim do mundo para 21 de outubro.

Desta vez, ele avaliou que não seria necessário fazer tanta publicidade como em maio.

Camping recupera-se bem de um acidente vascular cerebral sofrido em junho.
fonte G1
//// Não se preocupem, apesar de ter errado outras vezes, está se recuperando bem de um AVC. Goza de plena lucidez

Vídeo que ironiza grupos de louvor faz sucesso nas redes sociais


Agência Pavanews, com informações de Christian Post
O vídeo produzido pela Primeira Igreja Batista de Orlando destacando o louvor superficial de alguns crentes é sucesso no Facebook americano. Mas a piada tem levado alguns usuários de redes sociais a fazer uma reflexão séria.
Originalmente, a composição seria utilizada como ilustração de um sermão cujo tema era o “culto errado”. Após ser postado no YouTube, o vídeo teve milhares de acessos e foi muito “curtido” e comentado nas redes sociais. A descrição no canal da Primeira Igreja Batista de Orlando explica que o vídeo serve para mostrar que “às vezes, quando estamos adorando, não somos totalmente sinceros. Mostramos como seria caso falássemos o que realmente está em nosso coração”.
Jennifer Bratton, uma das que pessoas que comentou, escreveu: “É engraçado, mas muito verdadeiro”.
“Eu não ri. Mas é triste saber como isso é verdade”, escreveu Destiny Nicole Panos.
Steve Frey concordou: “é uma canção engraçada, mas chega tão perto do que vemos todo domingo que chega a ser triste”.
“Faço isso também, com certeza. As igrejas precisam olhar para seus momentos de adoração e perguntar se esta canção não os descreve”, disse Jeff Davis.
Os cantores no vídeo são George Livings, Doug Pierce e Melissa Vasquez, todos membros do ministério de adoração da Primeira Igreja Batista de Orlando.
Vídeo legendado por Gospel Prime

vi no Pavablog

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Não sou o único




Tony Bellotto, na Veja Online / vi no Pavablog
Imagine um mundo sem religião. É fácil se você tentar. Ok, talvez eu esteja pedindo demais (eu e o John Lennon). Imagine então um mundo em que não se doutrinariam as crianças nas escolas, deixando que elas, depois de adultas e intelectualmente formadas, escolhessem seus próprios caminhos. Isso não é pedir demais, é? Leio consternado que o prefeito do Rio, Eduardo Paes, está prestes a sancionar um projeto de lei que prevê a contratação de 600 professores para darem aulas de religião em escolas municipais. Isso é um retrocesso, e uma violência intelectual contra as crianças do Rio de Janeiro.

sábado, 15 de outubro de 2011

O vetor do sofrimento


Em todos os tempos, eras e culturas o sofrimento humano é um vetor que conduz o ser humano em duas direções: aproxima-o da divindidade ou afasta-o dela, aproxima quando acreditamos que ela pode nos ajudar a resolver nossos problemas ou minimizar o sofrimento, afasta quando vemos a divindade como um deus perverso que puni impiedosamente quando é contrariado, levando o ser humano a temê-la mais do que amá-la. Todavia, a direção deste vetor será definida pelas nossas expectativas e pela compreensão que temos da divindade.

Hoje, com tantas teologias e apresentações contraditórias de Deus fica cada vez mais difícil as pessoas conhecerem Deus como Ele deseja ser conhecido. O próprio Jesus apontou o caminho, “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará, e se Cristo vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Hoje, ser abençoado e próspero é ser rico, ter fartura, uma família “abençoada” e jamais adoecer... Caso contrário, isto é uma evidência de que Deus não está com você, ou que você não esteja entregando a “Deus” tudo como ele espera que entreguemos, seja dízimos, ofertas, campanhas... Esquecem das palavras de Jesus que ainda que sejamos infiéis ele será fiel para conosco, pois ele é Deus e não pode negar sua essência de amor para com sua criação.

No silêncio do sofrimento é quando mais Deus tem nos sustentados, curado nossas mazelas, atendendo nossas necessidades e não nossos desejos. Aconteceu com Elias, quando em meio a sua crise existencial, desejo profundo que sua vida terminasse, Deus estava lá... supriu suas necessidades básicas de alimento, água e descanso... restaurou sua alma, deu-lhe esperança.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Sexta de Pensamentos (14/11/2011)


"Senso comum significa ver as coisas por dois prismas - a forma como queremos que elas sejam e a forma como elas têm que ser." - June Smith
 
"A água corre tranquila quando o rio é fundo." - Shakespeare
 
"Tente colocar bom-senso na cabeça de um tolo e ele dirá que é tolice." - Eurípede
 
"Por sorte, nada é eterno." - Oliviero Toscani
 

Cantora Gospel que ficou 2 anos presa em contêiner


A cantora gospel Helen Berhane foi presa algumas vezes até que sua prisão mais longa, por dois anos, se deu em contêineres de metal, na prisão militar de Mai Serwa, na Eritreia, por não negar sua fé em Jesus. 
O caso revela como o governo da Eritreia trata os prisioneiros de consciência.
Sempre ativa e preocupada com o desenvolvimento de seu país, a cantora gospel Helen Berhane acreditava na liberdade religiosa que se achava garantida pela nova Constituição da Eritreia, país que se tornou oficialmente independente em 1993.
Ela foi terrivelmente espancada e presa em contêineres de metal durante dois anos simplesmente porque não quis assinar um documento negando sua fé em Cristo.
Apesar do confinamento desumano, uma vez que a temperatura dentro de um contêiner no deserto é sufocante durante o dia eextremamente fria durante a noite, ela manteve-se ativa e firme em suas convicções pessoais. Isso lhe rendeu várias agressões, até que a pior delas fez com que ela fosse levada a um hospital, depois que os guardas a consideraram como morta.
Segundo Helen em seu livro Canção da Liberdade, publicado neste mês de outubro pela Editora Vida, ela, de maneira milagrosa, conseguiu embarcar para o Sudão, já que não tinha condições físicas de tentar fugir pela fronteira devido aos ferimentos na perna causados pelas torturas físicas a que foi submetida.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Diretor de banco preside grupo de estudos evangélicos

via swissInfo.ch
Co-fundador de grupos de estudos bíblicos: o banqueiro Christian Rüegger.
Co-fundador de grupos de estudos bíblicos: o banqueiro Christian Rüegger. (swissinfo)

Christian Rüegger é diretor executivo do UBS em Zurique e um homem religioso: ele preside a associação dos evangelistas do UBS em Zurique.

O suíço ressalta que a fé não tem nenhuma influência no seu trabalho.


O sol bate contra o prédio da administração do UBS em Oerlikon, de nobre e discreta tonalidade cinza. Um funcionário da recepção, trajando um terno fino e bem cortado, leva o visitante a uma sala com ar condicionado e lhe oferece água.


O diretor executivo no UBS de Zurique, Christian Rüegger, aparece com seu blazer preto e camiseta cinza sem gravata. Ele não dará nem informações sobre o banco e a atual crise, já informa de antemão. Assim já são descartadas as questões sobre bonificações, salário dos executivos, processos na justiça e outras semelhantes desde o início. O tema da conversa é claramente dominado pela ética de banqueiros cristãos.


"Não penso que o fato de ser evangelista influencie as decisões que tomo no banco. Eu decido segundo fundamentos empresariais. Em primeiro lugar oriento-me segundo os interesses do banco. Meus critérios são de natureza econômica e não sociais ou humanas", explica Christian Rüegger.


As linhas diretrizes do seu trabalho não são concretamente a Bíblia, mas as do banco. "Assumo-me como cristão, mas escolhi o banco como atividade profissional". Ser cristão significa para Rüegger ter um relacionamento pessoal com Deus. Isso não traz automaticamente uma implicação social.

Dossiê gospel: Quer pagar quanto? (1)


vi no Pavablog
Rafael Mesquita, no Profetada Gospel
O cristianismo, principalmente no Brasil, deixou de ser um estilo de vida para se tornar um “meio de vida”, de prosperidade, aonde cada vez mais o dinheiro vem em primeiro lugar (o famoso culto a Mamon).  Os pastores se tornaram gerentes de lojas gigantescas, onde clientes as lotam a cada promoção, sendo chamados por publicidade escancarada na mídia onde os clientes gritam em rede nacional a sua satisfação com o produto adquirido (mas o seu dinheiro de volta que é bom, nada). Como não ser feliz comprando uma bíblia por 911 reais, onde já se viu uma promoção como essa?
É notório o crescimento do mercado gospel, principalmente no segmento musical. Várias matérias foram noticiadas em revistas de circulação nacional comparando os CDs vendidos dos artistas cristãos com os seculares. Afinal de contas, é o terceiro maior filão comercial do país, movimentando cerca de 1 bilhão de reais por ano.A gravadora Line Records, por exemplo, só cresceu 156% em faturamento em 2008 (Glória a Deus!).
.
Segundo estudo feito pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil. A estimativa é de que o mercado evangélico tenha crescido 30% só esse ano (bênção né?). Já a gravadora MK Music (parte do Gupo Mk de comunicação, idealizado pelo Deputado Federal Arolde de Oliveira), que desde o seu início, já arrecadou mais de 300.000.000 de reais, mas gravadoras serão sempre gravadoras, quer sejam gospel ou não.
,

Cresce o número de jovens que abandona a Igreja por considerá-la “exclusivista e pouco amigável”


vi no Pavablog
Adolescentes deixam a igreja

Agência Pavanews, com informações de Huffington Post e Cristianos.com
Por que metade dos jovens cristãos abandona a igreja antes de atingir a maioridade? Uma nova pesquisa do Grupo Barna tem algumas possíveis respostas. A maioria dos jovens vê a igreja como um lugar pouco amigável e cheio de julgamento. As principais críticas são por acharem que a Igreja em geral é:
1) superprotetora e exclusivista
2) oferece uma experiência cristã superficial
3) antagônica à ciência
4) um lugar em que o sexo é tratado de maneira errada
5) não valoriza outros tipos de fé e espiritualidade
6) hostil com quem não crê no que ela ensina
Este é o resultado de um estudo de cinco anos, compilado agora no livro “You Lost Me: Why Young Christians are Leaving Church and Rethinking Faith” [Por que os jovens cristãos estão abandonando a Igreja e repensando a fé], escrito pelo atual presidente do Barna, David Kinnaman. Seu estudo envolveu entrevistas com 1.296 jovens que são ou já foram membros de igrejas.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Vida de cachorro


Pastor presbiteriano luta pela liberdade religiosa no Brasil

O pastor Marcos Amaral, da Igreja Presbiteriana de Jacarepaguá, tem trabalhado para acabar com a intolerância religiosa no Brasil e nesta segunda-feira, 10, fará uma reunião com lideranças na Universidade Mackenzie em São Paulo também sobre o tema mostrando que é possível conviver com pessoas de credos diferentes.

Amaral conta que seu primeiro contato com o público de religiões afros foi em 2008 quando foi convidado a participar da  Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, experiência que o fez enxergar o assunto de outra forma.
Eu estava morrendo de medo. Nunca tinha estado em contato com “essa gente” porque, para mim, nessa época, não eram pessoas. Quando desci, pensei em ir embora. Quando estava saindo, uma jovem correu atrás de mim e me pediu para tirar uma foto com a mãe dela. Vi uma senhora negra com roupas de baiana. Ela me pediu: “O senhor pode orar por mim?” e botou a minha mão no turbante dela. Aquela velhinha me quebrou. Nunca mais a vi, mas ela nunca saiu de mim”, disse ele.

Igreja Mundial lança o "Martelo da Justiça" por doação R$1000



/// Mercadores da fé

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Sexta de Pensamentos (07/10/2011)


"Não deixe que aquilo que você possui acabe possuindo você." - S. Brown
"Em vão buscaremos ao longe a felicidade, se não a cultivarmos dentro de nós mesmos." - Rousseau
 
"Muitas vezes não procuramos razões para fazer o que fazemos, mas desculpas." - Somerset Maugham

"O bom senso é o que há de mais bem distribuído no mundo pois cada um pensa estar bem provido dele." - René Descartes

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Grupo de terceira idade levanta fundos para sua igreja tirando a roupa para calendário




Agência Pavanews, com informações de Boston & Beyond e UU Framingham
Um grupo de homens de terceira idade da igreja First Parish em Framingham, estado de Massachusetts, decidiu tirar (quase) toda a roupa em fotos para um calendário comemorativo.
São 12 fotos, com um idoso para cada mês do ano. A idade dos modelos varia entre 64 e 87 anos e eles dizem estar orgulhosos de seus corpos.
Queremos mostrar às pessoas que há vida depois dos 65″, disse Eva Benda, coordenadora de marketing do projeto.
Cada página do calendário traz a foto de um dos homens, seu nome, idade e uma breve biografia. Mas o calendário é adequado para todas as idades, acrescenta Benda. “A primeira impressão é que eles estão nus, mas na verdade estão estrategicamente cobertos. São imagens de bom gosto.”

Os loucos, os tolos e os deuses




por Ed René Kivitz


Limite para liberdade soa como contra senso. Mas não é. A razão é simples: dividimos o mundo com mais de 6 bilhões de pessoas. Quem leu Freud sabe disso: “a civilização descreve a soma integral das realizações e regulamentos que distinguem nossas vidas das de nossos antepassados animais, e que servem a dois intuitos, a saber: o de proteger os homens contra a natureza e o de ajustar os seus relacionamentos mútuos”. Em outras palavras, para sobreviver num universo hostil, cujas forças da natureza espalham sofrimento e desolação, e em meio às gentes dominadas por paixões e com tendências à violência, o ser humano precisa engolir o sapo de aceitar limites à sua liberdade. Não é sem razão que muita gente vive com ânsias de vômito.

A questão, portanto, é distinguir quais são os tais limites à liberdade que devem ser aceitos daqueles contra os quais devemos nos rebelar. Há os que escolhem a própria consciência como paradigma único: eu sou assim; faço o que quero; não admito negociar meus valores; não me submeto a regras idiotas; não me curvo às autoridades; me recuso a manter minha consciência nas fronteiras do socialmente aceitável e politicamente correto. Muitos desses foram loucos, ou rebeldes sem causa, idiotinhas vendendo a alma pelos seus 15 minutos de fama, alguns tantos movidos pelos demônios dos infernos, e outros inescrupulosos prepotentes, coisa de mau caratismo mesmo. Mas não há como negar que muitos desses que pensaram e viveram fora da caixa foram profetas construtores de novos paradigmas de civilização, personalidades à frente de seu tempo que hoje reverenciamos, e um deles até hoje é considerado Deus – Jesus de Nazaré. Esses últimos tinham em comum que quase nenhum escolheu ser quem foi, quase todos lutaram com todas as forças tentando negar o que eram e, com uma exceção, jamais imaginaram que no futuro ocupariam a prateleira das personalidades inspirativas da humanidade. Quem acredita que é, quase sempre não é.

Pastor se reúne em bar com gays para aumentar o diálogo entre igreja e homossexuais


Com o objetivo de aumentar o diálogo entre Cristãos e homossexuais o pastor norte-americano, Andrew Marin, passou os últimos 10 anos se reunindo com os frequentadores de um bar gay em Chicago.

Andrew trabalha para tentar fazer com que Cristãos e gays
se reúnam para ter uma conversa franca sobre sexualidade e espiritualidade. Isso inclui a realização de reuniões quatro vezes por anos em Roscoe, um dos bares gays mais famosos dos Estados Unidos. O bar fica em Boystown, bairro de Chicago conhecido como reduto de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros (GLBT), de acordo com informações da BBC.

Tentando diminuir a desconfiança mútua entre Cristãos e homossexuais, Andrew Marin está levando seu ministério por todo o mundo e tem trabalhado com diferentes igrejas e países.

O pastor Marin já se tornou uma figura conhecida e já elaborou um curso voltado para igrejas que desejam abordar questões de sexualidade. Ele acredita que muitos Cristãos não entendem a complexidade dos versículos da Bíblia que mencionam a homossexualidade, mas reconhece que os gays muitas vezes são rápidos ao tentar desvalorizar o Cristianismo.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Papa convoca protestantes históricos a se juntar aos católicos contra avanço pentecostal


O papa Bento XVI disse nesta sexta-feira que as igrejas cristãs históricas estão "perplexas" e preocupadas com o avanço das igrejas pentecostais, e convidou os protestantes a trabalhar junto com os católicos para testemunhar a fé em um mundo secularizado. 
Joseph Ratzinger fez esta declaração em um encontro com os representantes do Conselho da Igreja Evangélica Alemã (EKD) em Erfurt, cidade onde Martinho Lutero (1483-1546) foi ordenado sacerdote católico em 1507, antes de liderar a reforma protestante, em 1521.
Esta viagem do Papa à sua Alemanha natal tem um caráter ecumênico. Foi por vontade de Bento XVI que o encontro aconteceu no antigo convento onde Lutero estudou. De acordo com o Papa, a única paixão e o centro da vida de Lutero foi Deus.
Nesta sexta-feira o Papa defendeu que o mais necessário para o ecumenismo é não perder as grandes coisas que têm em comum.
"A coisa mais importante para o ecumenismo é que, pressionados pela secularização, não percamos as grandes coisas que temos em comum, aquelas que nos fazem cristãos e que temos como dom e tarefa", afirmou.

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails