Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Ministério Público denuncia oração de Silas Malafaia por Lindenberg Farias

LINDBERG-FARIAS-SILAS-MALAFAIA-110-c-size-598

A participação do senador Lindbergh Farias no culto do pastor Silas Malafaia rendeu críticas de outros políticos e agora um processo. O Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro está denunciando os dois por “propaganda eleitoral antecipada”.
Lindbergh é candidato do PT ao governo do Rio de Janeiro, e por este motivo sua participação no culto do dia 23 de outubro da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo foi interpretada como um apoio político.
No vídeo postado pelo jornalista Lauro Jardim, na coluna Radar On-line, o pastor Silas Malafaia interrompe o culto e chama o senador para fazer uma oração por ele e por sua família. Em nenhum momento o pastor menciona que Lindbergh é candidato ao governo e ainda diz que os evangélicos são livres para votar em quem quiser.
“Nós oramos pelas autoridades, não importa quem seja”, disse ele fazendo uma piada de orar até mesmo por Sérgio Cabral, atual governador do Rio, desafeto de Malafaia.
O pastor evangélico também falou aos seus fiéis que o senador petista o defendeu diante dos ativistas gays que o acusavam de “homofobia”. “Tirando Magno Malta somente o senador Lindbergh Farias subiu na tribuna em minha defesa”, lembrou.
Mas antes de iniciar a oração Malafaia disse: “Quem sabe não estou orando pelo futuro governador”, disse o líder religioso fazendo os fiéis darem risada.
Assista:

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails