Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Saí do armário: sou de direita!

Por Braulia Ribeiro
Cansei das propagandas que pretendem explicar direita e esquerda com clichés mentirosos  que idealizam a esquerda e demonizam a direita.
Por isto resolvi sair do armário. Sou de direita.
Mas como assim Bráulia, você não cresceu em família de tradição socialista e representou por tanto tempo valores costumeiramente associados com a esquerda, como a luta pelos pobres, índios e colonos amazônicos?
 Sim, tudo isto é verdade. Mas ao contrário do Chico Buarque e os intelectuais que param no tempo, não parei. Continuei lendo de tudo e principalmente lendo linhas ideológicas diferentes. Tenho um irmão querido que me questiona em tudo que digo, no blog, no face. Quando lhe pergunto, você leu o que escrevi antes de criticar, ele responde com afrontas: “Não leio o que não presta, não preciso ler burrice para contestar, etc.” Assim é a tradição intelectual esquerdista. Dogmática, hermética, não pratica o sacrilégio de ler os “contrários”.
Pois é, eu ousei fazê-lo. Li David Landes,  Hayek, Friedman, Sowell, Locke, a história americana, Jefferson, os Federalist Papers, e mais um monte de coisas, escritos apócrifos, sacrílegos, praticamente pornografia ideológica. Ousei sair da caixinha, pescar em outro lago, pular a “cerca” intelectual que me restringia.
Li também a Bíblia. Leitura difícil.  A leitura bíblica mais difícil é a que fazemos na intenção de obter um detox ideológico ao invés de buscar afinidade.
E não tenho medo de afirmar que mudei. Não creio que a mudança pra mim tenha representado um abandono dos valores pelos quais vivi até agora.  Pelo contrário,  lamento o quão enganada estive todos este anos pensando que a esquerda ideológica servia os valores pelos quais eu lutava.
Pois então aí vai um resumo dos valores básicos que representam o pensamento de direita e o de esquerda. Se você quer contestar ou concordar procure boas leituras antes dos dois lados da questão. Não seja apenas papagaio de clichês. Estude.  E faça você também a sua escolha.

***
Braulia Ribeiro, no site da Ultimato. via Púlpito Cristão

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails