Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Não acredito!



"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará"
Jesus Cristo

+Miguel Uchôa, no seu blog

O mundo viu mais um mito se despedir dessa dimensão da vida. Nelson Mandela o sóbrio guerreiro entregou seu espírito e descansou eternamente. Eternamente também será lembrado como aquele que acreditou ser possível que a justiça acontecesse vinda das mãos de líderes políticos, governantes, sistemas econômicos e sociais. Mas será que de fato foi assim que ele partiu? com essa convicção? creio que não, sua longa existência o mostrou que naquele discurso de posse como presidente da África do Sul após tantos anos da brutal segregação racial e que ele, como primeiro presidente negro dizia crer que estava se estabelecendo algo que seria um exemplo para a humanidade... lamentavelmente não aconteceu e não dá sinais de acontecerá tão cedo.

Lamentavelmente não foi, não tem sido e parece que dificilmente será um bom exemplo para a humanidade. Mandela sonhou como todos temos o direito de sonhar, mas foi incapaz em sua humana limitação de imputar nos líderes e também no povo Sul Africano a grandeza de seu coração, a ternura de sua alma e a capacidade de mudar, que ele mesmo mostrou saindo de um guerrilheiro que defendia as armas para um pacificador paciente que convivia com seus adversários políticos sem o rancor tão característico nesse meio.


Lamentavelmente, a classe política da África do Sul fez crescer o abismo social que é maior hoje que no período do apartheid.

Lamentavelmente, existe uma casta de negros abastados que ascenderam por via da política e especialmente da corrupção que está em alto índice no ranking mundial.
Lamentavelmente Nelson Mandela não viu seu sonho se tornar realidade onde um governo justo traria para a população negra miserável da África do Sul os benefícios que somente os brancos tinham. Soweto continua sendo uma realidade.
Lamentavelmente, ele viu a perpetuação no poder de um partido único que tem trazido imensos malefícios para aquela nação, sonho de alguns políticos brasileiros que hoje enxergam o sol pelas grades.
Lamentavelmente por essas e por outras tantas razões eu tenho que dizer quem não acredito em qualquer sistema, governo ou instituição que levante a voz para dizer que sua ação transformará a sociedade.

Recentemente fiz uma escala em Johanesburgo, fiquei naquele imenso e moderno aeroporto onde pude atestar o que vi a mais de uma década atrás, apenas negros nas funções mais baixas. Tenho noção que a Ascenção leva tempo, mas parece que o tempo está demorando muito para essa nação.

A África do Sul precisava e precisa de outros “Nelsons Mandela” que com o seu mesmo espírito pudesse de fato transformar aquela sociedade. Aquela nação precisa muito mais do que um convívio pacífico entre negros e brancos, muito mais do que o fim da segregação racial, precisa avançar para amenizar a imensa segregação social que também nos afeta como brasileiros.

Somente acredito que homens e mulheres, tomados pelo Espírito de Deus, seguindo as palavras de Jesus de Nazaré sejam capazes de promover o bem diante de toda a falibilidade das intenções humanas. A maldade do Ser Humano só se quebranta diante da grandeza de Deus.

Por isso, não acredito em nada que não seja tomado pela verdade de Jesus Cristo!

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails