Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Na garagem do pastor Marcos Pereira, carros avaliados em R$ 1 milhão

Landau, Aero Willys e outros carros cobertos na garagem do pastor. Foto: Luiz Ackermann / Extra
Landau, Aero Willys e outros carros cobertos na garagem do pastor.
Foto: Luiz Ackermann / Extra Foto: Luiz Ackermann / EXTRA


Rafael Soares, no EXTRA

Quem passa pelo número 353 da Avenida Doutor Délio Guaraná, em São João de Meriti, logo se impressiona: em meio a imóveis simples, na garagem da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD), repousam dez carros antigos de luxo, alguns cobertos por lonas. Todos são registrados em nome de Marcos Pereira da Silva, fundador da igreja, preso na terça-feira pelo estupro de duas menores. A coleção vale mais de R$ 1 milhão, e é citada no inquérito em que a Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) investiga o pastor por lavagem de dinheiro.

Entre os carros do evangélico estão um Ford Galaxie Landau 79, um Aero Willys 64 e uma Mercedes E320 importada. Entretanto, de acordo com o delegado Márcio Mendonça, da DCOD, nenhum veículo foi efetivamente comprado pelo pastor.

— Os carros são adquiridos por pessoas ligadas ao pastor, às vezes até fiéis, e doados a ele. Por que isso acontece? É estranho — afirma Márcio Mendonça.

Mercedes Benz, um dos carros do pastor: Luiz Ackermann / Extra
Foto: Luiz Ackermann / EXTRA


Testemunhas relataram à polícia que o religioso recebia dinheiro do tráfico e, em troca, entregava CDs e DVDs de cantores gospel.

A mesma estratégia foi usada pelo pastor com o apartamento de R$ 8 milhões na Avenida Atlântica, em Copacabana, onde, segundo depoimentos, Marcos estuprou algumas vítimas. O imóvel foi doado pelo empresário francês Henri Bueno, frequentador da igreja. A polícia ainda investiga o motivo desse procedimento.

Segundo levantamento do EXTRA junto a base de dados do Detran, há nove multas não pagas em nome do pastor — a maioria por excesso de velocidade. Só uma Kombi 96 foi multada seis vezes em 1998. No total, as infrações somam R$ 687,36.

A polícia também investiga os veículos registrados em nome da igreja. O Passat branco que o pastor dirigia na Rodovia Presidente Dutra quando foi preso, por exemplo, é da igreja. Esses veículos têm imunidade tributária e, por isso, o pastor não paga IPVA por eles.
— No momento, estamos mapeando os imóveis e bens ligados a Pereira e a suas empresas (a Igreja Evangélica Assembleia de Deus dos Últimos Dias, a ADUD Produções e o Instituto Vida Renovada). Sabemos que há pelo menos mais dois carros e nove imóveis em nome da igreja — conta o delegado, que também investiga empresas de fiéis da ADUD que podem ser usadas como laranjas.

Em vídeo no YouTube, o pastor mostra sua paixão por carros de luxo. Na gravação, feita durante uma viagem aos Estados Unidos, o religioso afirma ao motorista que guiava o carro onde estava: "Quero ir nas concessionárias da Lincoln e Jaguar".

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails