Google+

"Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história." Bill Gates

Compartilhe

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Sonhar é preciso

por Rodrigo Cavalcanti

Recentemente um nem tão nobre pastor e deputado, sentiu-se perseguido por algumas declarações públicas que fez, sentiu-se tão perseguido que "igualou-se" a um outro pastor e ativista, o pastor Martin Luther King Jr.. Luther King, que teve seu discurso  "Eu tenho um sonho" imortalizado, pois lutava para acabar com segregação racial, lutava por minorias oprimidas, lutava contra a má distribuição de renda e o separatismo que colocava em xeque a democracia. Mas não é difícil constatar que ambos estão equidistantes no tempo e nas ações.

Não temos mais Luther Kings como tínhamos antigamente... Os holofotes da mídia trabalham em favor daqueles que mais divertem a sociedade, com seus pronunciamentos claudicantes, do que por suas lutas em prol de uma sociedade mais justas, pois se apresentam mais como animadores de auditório do que como líderes dispostos a sacrificarem sua própria vida em favor de uma causa.

Longe, mais muito longe de meus sonhos se transformarem em mobilizações nacionais, como fez Luther King Jr., eu também tenho um sonho, tenho vários sonhos, que talvez sejam os sonhos de muitos cristãos, que em suas ações locais, seus ministérios sem projeção, sem TV ou rádio para anunciar os valores do Reino, também têm.

Sonho com dia em ver uma conferência de líderes cristãos, onde os palestrantes não sejam pastores famosos, administradores de mega-igrejas e seus investimentos na casa dos milhares... Mas líderes que mesmo diante da violência da periferia, dos recursos financeiros escassos, da pouca projeção midiática, não possuam ministérios de "sucesso", mantenham-se perseverantes no fracasso...

Fracassados na aplicação teologia da prosperidade...

Fracassados em buscar a fama diante dos homens...

Fracassados na tentava de agradar mais aos homens do que a Deus...

E estes mesmos líderes ensinando que a Fé não é um show, que a igreja universal não está em templos como os de Salomão, que o poder de Deus é mundial para todos e por todos, que a vitória em Cristo está além da prosperidade financeira...

Sonho com o dia em que os pastores que decidirem entrar para a política abdiquem do pastorado, não façam uso do rebanho como plataforma política, mas defendam os interesses da coletividade com base em valores cristãos, para alcançar uma sociedade mais justa e mais próspera...

Sonho com o dia em que os pastores deixarão de lado a auto-promoção para promoverem o Reino de Deus... Sem agendas ocultas, sem interesses espúrios.

Sonho com o dia em que os cristão terão sede e fome de justiça...

Sonho com o dia em que os cristão não buscarão apenas os festivais das  promessas de Deus, mas buscarão cumprir as suas ordens, seu IDE, e se disponham a fazer discípulos.

Sonho com o dia em que as ideologias serão deixadas de lado em prol de uma teologia fidedigna...


Este sonho, esta igreja, está agindo, sob a sombra do onipotente transformando um a um.

Faço do meu sonho uma realidade na vida daqueles em que o som da minha voz pode alcançar, meus poucos alunos, meus poucos leitores, meus muitos amigos e irmãos na fé com os quais compartilho em um pequeno grupo, com os amigos do trabalho, numa conversa despretensiosa numa mesa de bar, num dia de lazer numa praia, num parque com a família....

Então, vejo que já não é apenas um sonho, mas uma realidade. É este o cristianismo que anuncio.

Compartilhe no Facebook

Related Posts with Thumbnails